Abertura do 18º Conic-Semesp

O diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato. a vice-reitora de Graduação da Unip, Marília Ancora Lopes, e a diretora Financeira do Semesp, Cecília B. Pires Tavares de Anderlini, durante abertura do Conic-semesp

Abuso de poder, bullying na escola, legalização do aborto, design thinking, saúde da população idosa, Whatsapp no ambiente de trabalho, cultura maker, violência contra a mulher, papel da docência, inclusão trans no mercado de trabalho e por aí vai. Esses são apenas algumas das centenas de temas que estarão no centro dos debates do 18º Conic-Semesp, que acontece nesta sexta e sábado, 30 de novembro e 1º de dezembro, na Unip – Campus Cidade Universitária, em São Paulo.

Se a pesquisa muda o mundo, durante dois dias, mais de 3.700 alunos de IES dos quatro cantos do país estarão transformando o futuro por meio da apresentação de trabalhos no maior congresso de iniciação científica do Brasil. Com o tema “Quais as perspectivas da 4ª Revolução Industrial?”, o 18º Conic-Semesp terá participação de estudantes de 196 instituições públicas e privadas de 18 estados, incluindo o Distrito Federal.

Marília Ancora Lopes recebeu uma placa de homenagem do Semesp, entregue pela diretora , Cecília Anderlini

Abertura do evento

A abertura do congresso contou com as presenças da vice-reitora de Graduação da Unip, Marília Ancora Lopes, da 1ª diretora Financeira do Semesp, Cecília B. Pires Tavares de Anderlini, e do diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato.

Marília Ancora agradeceu a escolha da Unip pelo Semesp para sediar a edição 2018 do Conic e deu as boas-vindas aos estudantes presentes, destacando que eles são a razão da existência das instituições de ensino.

Em seguida, a vice-reitora reforçou a importância da iniciação científica. “A iniciação científica permite que os estudantes explorem suas potencialidades e despertem interesse pela área acadêmica”, disse. “A pesquisa abre possibilidades para nossos alunos e contribui para o desenvolvimento de várias áreas, colaborando para o avanço do conhecimento”, continuou.

A diretora Financeira do Semesp, Cecília B. Pires Tavares de Anderlini, entregou, em nome da entidade, uma placa de agradecimento à Unip pela contribuição à qualidade do ensino superior e ao desenvolvimento da iniciação científica.

Rodrigo Capelato no Conic

Rodrigo Capelato apresentou dados sobre o perfil do estudante participante do Conic

A abertura foi encerrada pelo diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, que parabenizou os alunos que tiveram trabalhos selecionados e os convidou a participarem ativamente dos dois dias de maratona de apresentações. “O Conic é um importante momento para os estudantes estabelecerem parcerias e intercâmbio de conhecimento científico; é também uma troca rica para nós, gestores”, decretou.

Capelato apresentou ainda um perfil dos alunos participantes do congresso. “Esses números são um retrato de quem vocês são”, começou. Segundo ele, 22% dos trabalhos são de IES públicas e 78% de privadas. Entre os cursos com maior número de trabalhos inscritos estão enfermagem, administração, engenharia de produção, medicina e comércio exterior.

Do total de alunos, as mulheres representam 62,2% dos inscritos da rede privada, contra 55,1% da rede pública. A maioria está na faixa etária de 20 a 25 anos, 67,9% rede privada, e 77,3% da rede pública. 46,9% dos estudantes inscritos de IES particular têm renda mensal familiar de até 3 salários mínimos, contra 38,1% das instituições públicas, com renda de 3 a 10 salários mínimos, 43,1% são de IES privadas e 51,1% de públicas. A maioria (53,4%) dos estudantes das instituições públicas não trabalha, sendo financiados pela família, contra 35,4% da rede particular. Mais de 70% dos alunos inscritos ainda moram com os pais ou parentes.

Serviço

18º CONIC-Semesp

Data: 30 de novembro e 1 de dezembroHorário: Das 9h30 às 18h

Local: UNIP – Universidade Paulista (Av. Torres de Oliveira, 330, Jaguaré, São Paulo)

Mais informações: http://www.semesp.org.br/conic/