Mapa do Ensino Superior no Brasil | 2019

A 9ª edição do Mapa do Ensino Superior retrata fielmente o panorama do ensino superior brasileiro em 2017 (período mais recente disponível), comparando os dados estatísticos com os da 8ª edição (2016) por mesorregiões. Diferentemente das edições anteriores, a nova apresenta um capítulo especial com dados inéditos das mais de 2,1 mil Instituições de Ensino Superior privadas e seu impacto nos índices socioeconômicos dos municípios e apresenta, pela primeira vez, informações sobre a representatividade de Pessoas com Deficiência (PcD) no ensino superior e indicadores econômicos das mantenedoras e grupos econômicos por porte e lucratividade.

De acordo com os dados do Mapa do Ensino Superior, as 1.264 mantenedoras e grupos econômicos somam faturamento total de R$ 70,7 bilhões. As Instituições de pequeno porte (com até 3 mil matrículas) representam 63,2% da rede privada do país, enquanto 16,8% são de porte gigante, com mais de 20 mil matrículas. Pelo porte da IES, também chama atenção a evasão nas Instituições de porte gigante, 31,6% nos cursos presenciais e 34,9% no EAD. Todos os portes tiveram queda de alunos com FIES, mas a maior queda foi registrada nas IES de médio porte (24,4%).

Ainda de acordo com o Mapa, a análise do impacto das Instituições nos municípios revela que nas cidades com IES privadas o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDHM médio ficou em 0,7218 (considerado alto), em comparação aos municípios sem nenhuma IES. A presença de IES também é sentida no Produto Interno Bruto – PIB dos municípios. Os que possuem IES privadas ou públicas apresentam um PIB per capita médio de 30,7 mil reais.

Fazer download