No último mês, o IPT registrou uma deflação de 3,79%. A pesquisa realizada no dia 16 de Junho de 2010 constatou que o consumidor gastava R$ 322,31 para a compra de uma cesta básica em Presidente Prudente. Nesta nova análise, de 13 de Julho, o valor chegou a R$ 310,09.

A maior queda ocorreu no grupo de Higiene Pessoal, registrando baixa de 14,03%.

Os produtos que mais contribuíram para a diminuição dos valores foram: Papel Higiênico (4un. 30m) e Desodorante Spray (90-100ml), com reduções de 31,29% e 15,76%, respectivamente.

O grupo de Alimentos apresentou a segunda maior queda, registrando deflação de 2,65%. Os produtos que mais contribuíram foram o tomate (kG) com redução de 40,94% e Cebola (Kg) com redução de 26,50% em seus preços.

Por outro lado, o grupo de Artigos de Limpeza apresentou alta de 1,99%  nesta pesquisa. Os produtos que mais contribuíram para este aumento foram o Sabão em pó (1kg), com aumento de 10,82%, e o Detergente líquido (500ml), com acréscimo de 6,16%.

Alguns produtos apresentaram uma significativa diferença de preços entre os locais de pesquisa, é o caso do Tomate (Kg), cujos preços vão de R$ 0,68 a R$1,55 com variação de 127,94%; a Batata com variação de 123,60% e preços de R$ 0,89 a 1,99; e o Extrato de Tomate, com alteração 107,45%
valores de R$ 0,94 a 1,95.

A concorrência entre os supermercados dá ao consumidor a oportunidade de economizar até 37%, pois, comprando uma unidade de cada produto pelo maior preço, ele gastaria R$ 138,69. Já se a sua compra fosse feita pelo menor valor de cada produto, o total gasto seria de R$ 101,57, economizando, assim, R$ 37,12. O IPT acumula uma alta de 1,93% nos últimos 12 meses.