O Dr. Luiz Carlos F. Magno, ex-delegado do Denarc, professor de Direito e especialista em dependência química ministrou a palestra “Drogas no Contexto Universitário”, nas Faculdades Integradas Torricelli.

Magno iniciou a palestra com um histórico do consumo de substâncias psicotrópicas pelo homem, “há registro do consumo de ópio 5.000 a.C; e do consumo de maconha 3.000 a.C, ou seja, a utilização de substâncias que artificialmente modificam funções – definição da palavra droga – não é recente”, salientou Magno.
 
A apresentação de dados estatísticos, demonstrando que 70% nos EUA e 50% no Brasil dos dependentes químicos estão empregados, entretanto, há um impacto considerável no rendimento destes funcionários que apresentam: impontualidade, faltas constantes, trabalho de má qualidade, desperdício de material, perda de concentração e clareza visual, queda brusca de produtividade, alterações de humor e desleixo com a aparência.

Magno destacou também a importância de projetos profissionais e pessoais e a valorização dos pequenos prazeres da vida como auxilio na recuperação.

Torricelli apresenta palestra com ex-delegado do Denarc