Visita à Hiroshima University, cujo foco é unir ensino, pesquisa e mercado de trabalho

Em seu primeiro dia de atividades em Hiroshima, nesta sexta (24), a comitiva da Missão Técnica Internacional do Semesp, que está no Japão desde o último dia 17, visitou duas universidades, a Hiroshima University e a Eike University.

Uma das mais importantes universidades do Japão, a Hiroshima University une ensino, pesquisa e mercado de trabalho. “Fomos apresentados a alguns casos de como interligar os cursos da universidade à área de pesquisa e às empresas”, relata Rodrigo Capelato, diretor executivo do Semesp. “A universidade de Hiroshima busca soluções para a área de saúde por meio da junção dos cursos de Engenharia e Medicina, por exemplo”, cita. “Visitamos ainda um laboratório que funciona como centro digital que trabalha em cooperação com as empresas do setor automotivo, integrando a pesquisa e docentes da pós-graduação”.

A Eike University é a primeira IES do mundo a oferecer o curso de Design de Sistemas Sociais

A segunda IES visitada pela delegação do Semesp foi a Eike University, uma instituição pública focada apenas em graduação e com um modelo mais inovador de metodologia de ensino. Um dos cursos ofertados é o de Design de Sistemas Sociais. “Esse curso busca encontrar soluções para os problemas sociais, utilizando o método PBL (aprendizado baseado em problemas) para enfrentar desafios sociais”, explica Capelato. “As empresas, órgãos governamentais e empresas do terceiro setor trazem os problemas para que os alunos da Eike University possam solucioná-los, desenvolvendo, dessa forma, habilidades e competências”.

“A Eike University recebe apenas 100 alunos por ano e é a primeira do mundo a oferecer o curso de Design de Sistemas Sociais”, diz Sérgio Fiuza, reitor do Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA). “É uma experiência bem distinta da Hiroshima University, que é mais focada na pesquisa. A Missão tem sido uma oportunidade singular de aprender com os japoneses”.