O Semesp informa que o Ministério da Educação – MEC, no uso de sua atribuição, publicou nesta quinta-feira (5) Portaria Nº 315, de 4 de abril de 2018, que dispõe sobre os procedimentos de supervisão e monitoramento de Instituições de Educação Superior – IES integrantes do sistema federal de ensino e de cursos superiores de graduação e de pós-graduação lato sensu, nas modalidades presencial e a distância.

Das disposições gerais, estabelece-se que as supervisões de IES no sistema federal de ensino serão realizadas mediante ações preventivas ou corretivas a fim de zelar pela regularidade e pela qualidade da oferta dos cursos de graduação e de pós-graduação lato sensu, nas modalidades presencial e a distância, e das IES que os ofertam, e buscarão resguardar o interesse público.

Ressaltamos que competirá à Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior – SERES apurar indícios de deficiências e irregularidades na oferta de educação superior, mediante a instauração de processo administrativo de supervisão.

CONHEÇA TODAS AS ASSESSORIAS DO SEMESP:

ASSESSORIA JURÍDICA – A consultoria jurídica do Semesp é formada por advogados especializados nos assuntos relacionados à educação e gestão das IES, prontos para orientar a sua Instituição nos mais diversos questionamentos que as envolvem.

 

ASSESSORIA ECONÔMICA – Elabora estudos, pesquisas e informativos com múltiplos dados do setor, possibilita a criação de indicadores e previsões com elevada precisão, além de formular estratégicas para a definição das políticas acadêmicas e de gestão das IES.

 

ASSESSORIA EDUCACIONAL – Orienta, de forma didática e pedagógica, sobre os conteúdos dos cursos superiores, com o objetivo de auxiliar as IES na formulação e estruturação de novos cursos, além da atualização dos currículos oferecidos em sua região.

 

INOVAÇÃO ACADÊMICA – A área de Inovação do Semesp tem como objetivo aumentar a competitividade acadêmica, a qualidade dos serviços focados na atividade fim e melhorar a sustentabilidade das IES.

 

REDES DE COOPERAÇÃO – Seu principal objetivo é estimular alianças estratégicas entre instituições de Ensino Superior Privadas no Brasil, além de promover o compartilhamento de ideias, projetos e ações efetivas que permitam sinergias e economia, não só na área acadêmica, mas também no setor administrativo das IES.